Hashrate do Bitcoin sofre queda inesperada

Recentemente, o Bitcoin (BTC) perdeu mais do que parte de seu preço. Além deste fato notório, o poder de mineração caiu repentinamente quando estava chegando perto uma marca histórica de processamento de rede e foi constatado uma queda de 30%. Não se sabe a causa da queda ou se trata-se de um detalhe técnico dos relatórios.

O hashrate do Bitcoin caiu de 100 quintilhões de hashes por segundo, 100EH/s, para 79 EH/s. O evento ocorreu logo após o último loop de cálculo da dificuldade, o qual mais uma vez elevou o nível de dificuldade, agora para 10,38%. O próximo loop de cálculo da dificuldade ocorre nos próximos dois dias e a queda no hashrate poderá interromper a subida contínua da dificuldade de achar novos blocos. Uma dificuldade reduzida permite aos mineradores menos competitividade para descobrir novos bloco de transação.

Outra explicação para a queda repentina é a repressão à mineração na Mongólia, uma região favorável para as fazendas de mineração devido às baixas temperaturas.

 

A China ainda mantém a liderança no que diz respeito ao setor de mineração, mas a Mongólia também tem apresentado poder computacional expressivo na região.

Há também indicações de que a Bitmain expandiu suas operações de mineração, adicionando suas próprias máquinas poderosas a um de seus pools de mineração. O BTC.com e o Antpool ainda são responsáveis por 30% dos novos blocos descobertos na rede, produzindo uma questionável desproporcionalidade no mercado de mineração.

Com o crescimento da rede de mineração no último trimestre, a rede do Bitcoin consome mais energia que a Áustria, a 73TW/h por ano. Apesar do fato de os mineradores de Bitcoin usarem principalmente energia hidrelétrica, a rede ainda tem um impacto ambiental enorme por transação em rede. São cerca de 300.000 transações diárias e uma única transferência de BTC produz mais emissões de carbono do que 721.849 transações da Visa, conforme estimado pelo índice de energia Digiconomist Bitcoin.

Há outra tendência preocupante na rede. Em apenas três meses, a contagem de nós (nodes) ​​de Bitcoin caiu de 10.021, para 9.403. O motivo da perda de nós é desconhecido e pode ser devido a problemas de conectividade ou outras formas de censura entre as conexões da rede. A perda de nós também pode dever-se às operações regionais que decidem desligar devido ao investimento-retorno na atividade.

Leia também: Hashrate do Bitcoin atinge nova alta de todos os tempos

Forex Crypto News: Cripto Facil