Hackers movimentam saldo em Ethereum roubado da Upbit

No dia 27 de novembro, o CriptoFácil noticiou que US$50 milhões em Ethereum (ETH) foram roubados da exchange sul-coreana Upbit. Os fundos já foram movimentados uma vez, sendo repartidos em quantias menores.

Nesta segunda-feira, 16 de dezembro, os hackers (ou hacker) responsáveis pelo ataque movimentaram novamente os fundos roubados. Até o momento da escrita desta matéria, cerca de 22 mil ETH foram movimentados, de acordo com o perfil do Twitter Whale Alert.

Ao todo, foram utilizadas quatro transações, duas de 1.000 ETH e outras duas de 10.010 ETH. O perfil Whale Alert, que presta notificações sobre grandes movimentações de criptoativos no Twitter, foi uma das figuras a declarar apoio à Upbit após a notícia do hack.

Changpeng Zhao, o CEO da Binance, foi outra figura além do Whale Alert a declarar apoio, afirmando que rastrearia a entrada dos fundos roubados nas diferentes filiais da Binance.

Após o hack, quantias pequenas foram movimentadas pelos hackers para dentro de exchanges, a fim de “testar o terreno” e verificar se os fundos realmente seriam congelados. Talvez os hackers tenham ficado preocupados ao notar que, de fato, as exchanges estão prestando apoio à Upbit e estão congelando as quantias – por enquanto, Binance e Huobi congelaram a quantia inferior a 1 ETH que os hackers utilizaram de teste.

De acordo com o Decrypt, pessoas estavam enviando mensagens aos hackers (devido a um bug na blockchain) pedindo uma parte do montante roubado. Até o momento, existem suspeitas sobre o roubo da Upbit ser obra de um trabalho interno, embora a exchange não tenha confirmado tal possibilidade.

Leia também: Criptomoedas roubadas da Upbit começam a ser movimentadas

Forex Crypto News: Cripto Facil