Futuros de Bitcoin da Bakkt somam apenas US$5 milhões na primeira semana

O altamente aguardado contrato Futuro de Bitcoin da Bakkt, empresa controlada pela Intercontinental Exchange (ICE), que também controla a Bolsa de Nova York, acumulou apenas US$5 milhões em negociação total em sua primeira semana de funcionamento desde seu lançamento – e seu produto diário negociou menos de cinco contratos no mesmo período, conforme mostra o artigo da Coindesk.

De acordo com a Bakkt, cerca de 623 contratos mensais Futuros de Bitcoin mudaram de mãos na semana passada. Os contratos mensais e diários estrearam em 23 de setembro.

Cada um dos contratos Futuros da Bakkt representa um Bitcoin, então, o volume total de negociação chega a pouco mais de US$5 milhões, com base no preço atual de US$8.322, conforme a ferramenta Coinmarketcap.

Em comparação, cerca de 4.099 contratos Futuros de Bitcoin foram negociados apenas na operadora de câmbio CME, com sede em Chicago, a qual iniciou atividades em 2017, na última sexta-feira, 27 de setembro,. E os contratos Futuros da CME representam cinco Bitcoins, com um volume de negociação de US$165 milhões em um único dia.

Os contratos Futuros diários da Bakkt tiveram um desempenho ainda pior, com menos de seis contratos sendo negociados durante a primeira semana de funcionamento desde seu lançamento.

Os executivos da Bakkt elogiaram o novo contrato como um marco para o setor de criptomoedas, atendendo a grandes investidores institucionais que até agora não entraram no mercado de Bitcoin e outros ativos digitais.

De acordo com a empresa, a nova oferta deve atrair investidores institucionais, como fundos de hedge e outros, porque o Bitcoin deve ser entregue para cumprir os termos do contrato quando a data de vencimento chegar. Esse recurso foi apontado como uma vantagem importante para os proprietários de ativos que desejam proteger suas carteiras, em contraste com o contrato da CME, que é liquidado por meio de pagamentos em dinheiro, mas que tornou-se popular entre os investidores individuais.

Dave Weisberger, CEO da CoinRoutes, uma empresa sediada em Nova York que ajuda os investidores a direcionar operações com criptomoeda para várias exchanges, diz que os investidores em Bitcoin atualmente no mercado já têm muitos lugares para comprar e vender, mas é muito cedo para amortizar a Bakkt, ele disse em uma entrevista por telefone:

“Leva tempo para as pessoas se mudarem de um lugar para outro, a menos que haja uma razão de custo ou de liquidez”, disse Weisberger, e acrescentou:

“Essas coisas tendem a se desenvolver lentamente.”

Damon Leavell, porta-voz da Intercontinental Exchange, disse em um e-mail que havia “forte participação da indústria” durante a primeira semana do novo contrato de Bitcoin.

O contrato com vencimento em outubro, disse ele, tinha os “spreads de oferta mais restritos do mercado, o que foi uma conquista emocionante”.

Os analistas de Wall Street consideram o chamado spread de compra e venda – a diferença entre o que os compradores estão oferecendo para pagar e o que os vendedores estão oferecendo para vender – como um indicador da eficiência do funcionamento do mercado.

Leia também: Negociação de Bitcoin na Bakkt atrai poucos clientes em sua abertura

Forex Crypto News: Cripto Facil