Fundador da Tron afirma que almoço com Warren Buffett será remarcado em breve

O fundador e CEO da Tron Justin Sun não desistiu de seu jantar como bilionário Warren Buffett. De acordo com a Cointelegraph, Sun afirmou que pretende remarcar seu almoço de caridade com o presidente da Berkshire Hathaway “muito em breve”.

De Charlie Lee a Donald Trump

Em junho, Sun venceu um leilão de caridade no eBay e obteve um almoço com Buffett e convidados à sua escolha. A oferta de Sun foi de US$4.567.888 – a mais alta nos 20 anos de história do evento.

No entanto, conforme relatou o CriptoFácil em julho, o CEO da Tron foi forçado a adiar o almoço devido a razões médicas. Entre os convidados confirmados estão Jeremy Allaire, CEO da Circle, e Charlie Lee, criador da Litecoin (LTC).

Antes do adiamento, Sun foi além e enviou um convite até para o presidente dos Estados Unidos Donald Trump, após as observações contundentes do presidente sobre criptomoedas feitas em seu Twitter. O convite veio com um desafio:

“Sr. Presidente, você está enganado por notícias falsas. #Bitcoin e #Blockchain é a melhor chance para os EUA! Eu adoraria convidá-lo para almoçar com líderes de criptomoedas junto com @WarrenBuffett em 25 de julho. Garanto que após este almoço, ninguém saberá mais sobre criptografia do que você!”

O presidente dos EUA não respondeu publicamente ao convite de Sun.

“Veneno de rato”

Buffett – que ganhou o apelido de “Oracle of Omaha” por suas escolhas de investimento ostensivamente astutas – é notório por sua oposição visceral em relação ao Bitcoin como investimento. O bilionário chegou a chamar o criptoativo de “veneno de rato ao quadrado” em 2018.

Mais recentemente, Buffett criticou o fato do Bitcoin não ser um ativo com “valor intrínseco” e que “não gera renda”.

“Ele [Bitcoin] não faz nada. Apenas fica lá. É como uma concha do mar ou algo assim, e isso não é um investimento para mim”, afirmou Buffett.

Leia também: Almoço entre Justin Sun e Warren Buffett é adiado

Forex Crypto News: Cripto Facil