Foxbit é considerada a PME que mais cresce no Brasil em ranking anual da Deloitte

No dia 12 de setembro, a revista Exame publicou um ranking feito por ela em conjunto com a empresa de auditoria Deloitte, emitido anualmente, que destaca as 100 Pequenas e Médias Empresas (PME) que mais crescem no Brasil.

Dentre os requisitos para participar do ranking, que contou com 177 inscrições, estavam a necessidade de atuação por pelo menos quatro anos no mercado e uma receita líquida de R$10 milhões a R$800 milhões.

A PME que liderou o ranking, com um crescimento de mais de 20 vezes entre 2016 e 2018, é uma conhecida dos entusiastas de criptoativos. Trata-se da exchange Foxbit, uma das maiores do país em volume de transações com Bitcoin.

Com um faturamento de mais de R$14 milhões em 2018, a exchange foi a primeira colocada no ranking da Deloitte deste ano. O CriptoFácil conversou com João Canhada, CEO da Foxbit, para saber o que a conquista representa para a empresa e o que foi feito para conquistar a primeira posição do ranking.

Segundo Canhada:

“O mercado é difícil, mas o fato de sermos uma das primeiras empresas a acreditar nas criptomoedas ajudou bastante. Enquanto todo mundo dizia que era errado, que não iria para frente, nós acreditamos e confiamos que era correto – e hoje colhemos os frutos.”

Ele acrescentou:

“A Deloitte leva em consideração muitos fatores, e ficamos felizes em sermos a primeira do ranking. Com certeza isso valida demais nosso trabalho e, apesar de não ser uma auditoria da empresa, o fato do trabalho feito nos levar à primeira posição já nos deixa muito felizes.”

Leia também: Exchange Foxbit tem seis vagas de emprego abertas

Forex Crypto News: Cripto Facil