Fórum Econômico Mundial lança blockchain para controlar a mineração de metais

O Fórum Econômico Mundial (WEF, na sigla em inglês) lançou uma iniciativa de blockchain destinada ao fornecimento responsável de metais, informou o site The Block recentemente.

O esforço, apelidado de Mining and Metals Blockchain Initiative, experimentará, projetará e implementará soluções em blockchain que irão acelerar o fornecimento responsável de minérios de diversos tipos de metais.

De acordo com a matéria, sete empresas de mineração estão envolvidas no projeto: Antofagasta Minerals (Chile), Eurasian Resources Group Sàrl (Luxemburgo), Glencore (Suíça), Klöckner & Co (Alemanha), Minsur SA (Peru), Tata Steel (Índia) e Anglo American / De Beers / Tracr (Reino Unido). Todas juntaram-se ao WEF como membros fundadores da iniciativa.

“O grupo pretende desenvolver provas de conceitos conjuntas para uma plataforma blockchain inclusiva. Com o tempo, isso poderia ajudar o setor a aumentar coletivamente a transparência, a eficiência e melhorar a geração de relatórios sobre as emissões de carbono”, afirmou o WEF.

A organização sem fins lucrativos acrescentou que muitos projetos de blockchain que suportam o fornecimento responsável foram implementados por poucas empresas e carecem de interoperabilidade. A Mining and Metals Blockchain Initiative, criada pelo setor como um todo, tem como objetivo resolver esses problemas.

“Esperamos que essa colaboração e o programa-piloto nos dê exemplos práticos de como a blockchain pode aumentar a eficiência do gerenciamento da cadeia de suprimentos e melhorar a interoperabilidade”, disse Ivan Arriagada, CEO da Antofagasta Minerals.

Leia também: Fórum Econômico Mundial lança guia sobre como avaliar os benefícios da blockchain

Forex Crypto News: Cripto Facil