Ex-senador norte-americano defensor da extinção do Fed ganha seu primeiro Bitcoin

O ex-senador do partido Republicano pelo estado do Texas e ex-candidato à presidência Ron Paul teria recebido um presente especial: seu primeiro Bitcoin.

De acordo com a Cointelegraph, Paul foi presenteado por Bobby Lee, membro do conselho da Fundação Bitcoin e fundador da Ballet Crypto, startup de carteira de Bitcoin, em 28 de outubro.

Carteira banhada a ouro

Neste sábado, dia 02 de novembro, Lee publicou em seu Twitter uma foto com Ron Paul e sua nova carteira com o Bitcoin armazenado. Lee destacou que a carteira de Paul foi banhada a ouro e produzida pela Ballet Crypto. Ele acrescentou que foi dado um cuidado extra à personalização da carteira para melhor adequar-se ao ex-congressista:

“Era um número de série especial AA000820 para combinar com seu aniversário! E ele ama a cor #Gold”, afirmou Lee com entusiasmo.

Ele estava ao lado de Paul e de Charlie Lee, criador da Litecoin (à direita), que também recebeu uma carteira.

As carteiras produzidas pela empresa de Lee são carteiras físicas destinadas ao armazenamento offline de criptomoedas. Seu formato é semelhante ao de um cartão de crédito e apresenta a senha da carteira em uma camada rastreável.

Liberdade monetária

Paul recebeu o presente em um almoço que ocorreu na cúpula da Litecoin (LTC) em 2019. De acordo com Charlie Lee, ele, Bobby e Paul compartilham alguns ideais:

“Somos todos #libertários – liberdade pessoal e #freedomofmoney”, afirmou.

Ron Paul é um dos mais conhecidos libertários da política norte-americana. Ele ganhou fama como um crítico fervoroso do Federal Reserve (Fed) – o banco central dos EUA – e também por sua defesa ao padrão-ouro. O seu livro mais famoso possui um título bastante direto: O fim do Fed.

Em relação ao Bitcoin, Paul observou em julho que ele é a favor das criptomoedas e da tecnologia blockchain porque permite a concorrência entre moedas.

A posição de Paul também contrasta fortemente com as ideias do congressista norte-americano Brad Sherman, que acredita que as criptomoedas – potenciais concorrentes do dólar – devem ser proibidas.

“A criptomoeda não funciona, caso em que os investidores perdem muito dinheiro, ou alcança seus objetivos talvez e desloca o dólar dos EUA ou interfere como o dólar sendo praticamente a única moeda de reserva do mundo”, afirmou Sherman em outubro.

Leia também: Mesmo com cortes, Charlie Lee garante que manterá seu financiamento à Fundação Litecoin

Forex Crypto News: Cripto Facil