Ex-presidente da CFTC diz que EUA precisam digitalizar o dólar

J. Christopher Giancarlo, ex-presidente da Comissão de Negociação de Futuros de Commodities dos Estados Unidos (CFTC, na sigla em inglês), declarou que os EUA precisam ter um dólar digital e tirar o poder dos bancos centrais, segundo um artigo que escreveu ao Wall Street Journal. Quando era presidente da CFTC, Giancarlo foi um grande defensor da inovação econômica e dos criptoativos, sendo responsável pelas aprovações dos primeiros instrumentos de negociação de Futuros de Bitcoin.

“Propomos um dólar digital – um protocolo blockchain sancionado pelo governo, criado e mantido por um grupo não governamental independente, mas administrado por bancos e outras organizações de pagamento confiáveis. O dinheiro trazido para o sistema seria trocado por dólares americanos digitais em uma blockchain, com o dinheiro depositado em contas de depósito especial mantidas pelo Federal Reserve”, declarou.

Segundo ele, a necessidade desta emissão é garantir o poder do dólar ao longo do tempo e adaptar a moeda às novas tecnologias. Para ele, a inovação econômica é inevitável e gigantes de tecnologia e comunicação não vão esperar os movimentos regulatórios para inovar, desta forma, queira os EUA ou não, argumenta ele, haverá a descentralização do poder sobre o dinheiro. Assim, ao evitar a moeda digital, os EUA devem enfraquecer o apelo do dólar.

“Atores significativos, incluindo bancos centrais e plataformas de mídia social, podem lançar novas moedas nos próximos anos. À medida em que suas redes crescem, eles podem acabar com o status do dólar de moeda mais popular para o intercâmbio internacional.”

Ainda de acordo com Giancarlo, o declínio do poder do dólar americano, caso ele não se adapte à digitalização da economia, seria igual a derrocada da Libra esterlina após a Segunda Guerra Mundial.

Leia também: Presidente da CFTC dos EUA confirma que o Ethereum é uma commodity

Forex Crypto News: Cripto Facil