Ex-Goldman Sachs fala sobre alta significativa do Bitcoin que pode ocorrer em breve

Ex-Goldman Sachs fala sobre alta significativa do Bitcoin que pode ocorrer em breve

Nos últimos dias, o Bitcoin se consolidou em um intervalo apertado entre R$ 48.000 e R$ 50.000. Toda tentativa de rompimento, em ambas as direções, foi totalmente rejeitada.

No entanto, os analistas estão começando a ver uma possível alta, citando tendências fundamentalistas em vez de fatores técnicos.

Bitcoin poderá apresentar “alta significativa”

Com o Bitcoin se saindo muito bem, enquanto uma pandemia global destrói o mundo e uma das piores recessões econômicas da história moderna é esperada, mais e mais olhares pousaram na criptomoeda como um investimento viável.

Assim, muitos começaram a imaginar como a criptomoeda se encaixa nas tendências macroeconômicas.

Rob Koyfman, CEO e fundador da empresa de dados de mercados Koyfin e ex-vice-presidente da Goldman Sachs, publicou um artigo em 15 de junho.

No documento, ele descreve seus pensamentos sobre os mercados financeiros.

O ponto principal do artigo é que o dólar estadunidense está enfraquecendo – e pode continuar enfraquecendo -, já que a Reserva Federal se compromete com uma flexibilização quantitativa ilimitada para corrigir as más condições econômicas.

Koyfman declara:

“O compromisso do Fed com o uso prolongado de QE pode representar um importante ponto de virada para o dólar americano. Uma quebra abaixo de [um nível próximo] confirmaria um grande declínio para o dólar americano, com implicações nas classes de ativos.”

O ex-Goldman Sachs explicou que a principal criptomoeda poderia se beneficiar desse cenário potencial, escrevendo que:

“A fraqueza do dólar pode ser um catalisador para o Bitcoin chegar a novos patamares.”

As expectativas de uma queda do dólar surgem depois que Raoul Pal – o ex-chefe de vendas de fundos de hedge da Goldman Sachs e o CEO da Real Vision – argumentou que a moeda está preparada para subir mais.

Pal vê isso como positivo para o Bitcoin, pois resultaria na quebra do sistema fiduciário e na implementação de um “sistema monetário dominado pelo dólar que não fosse o dólar”.

Fatores internos estão atrapalhando o Bitcoin

Existem tendências on-chain que podem combater temporariamente a alta da principal criptomoeda.

Abaixo está uma imagem do painel de sinais do Bitcoin da empresa de análise de blockchain IntoTheBlock. Atualmente, três dos sete sinais principais da empresa estão mostrando sinais de “baixa”:

  • Crescimento líquido da rede, que rastreia o momento da blockchain;
  • Bitcoin subjacente; no dinheiro, que rastreia a lucratividade dos detentores de BTC;
  • Transações grandes, que rastreiam o número de transações acima de US$ 100.000.

painel de sinais do Bitcoin da empresa de análise de blockchain IntoTheBlock

Além disso, o fundador da empresa de dados ByteTree, Charlie Morris, observou que o Bitcoin pode cair devido a situação “terrível”:

“Velocidade da rede em 1 semana caiu até 454%, 5 semanas 556%. Valor baixo, taxa média baixa, MRI fragmentada. Por que a falta de interesse? Não consegue ver o preço subindo. Valor justo <US$7k ”, escreveu Morris.

Leia também: Bitcoin já valorizou 10% desde seu halving

Leia também: Mega investidor de Wall Street prevê Bitcoin em R$ 250.000

Leia também: Pesquisa mostra que 45% dos Millennials preferem Bitcoin a ações e ouro

Forex Crypto News: Cripto Facil