Erro em telejornal faz com que pessoas acreditem que o Bitcoin é ilegal em Angola

No dia 12 de setembro, o canal do YouTube AnGo News VC publicou uma série de notícias envolvendo acontecimentos dentro de Angola, país africano. Uma das notícias era sobre o fechamento de uma fazenda de mineração de criptoativos que – de acordo com a notícia – contava com 200 aparelhos dedicados à mineração de Bitcoin.

A repórter responsável pela chamada da matéria afirmou que o Bitcoin, bem como a sua atividade de mineração, é ilegal em Angola. Contudo, a informação não é verdadeira.

Apesar das descrições corretas da reportagem sobre o que é Bitcoin, a tecnologia por trás do criptoativo e alguns outros pontos, a informação prestada gerou confusão – rendendo até mesmo publicações sobre o Bitcoin estar banido completamente em Angola.

Para esclarecer esta questão, o CriptoFácil contatou Amadeu Alexandre, cofundador da exchange KuBitX Exchange e membro do mercado de criptoativos angolano. De acordo com ele:

“Na verdade, não existe nenhuma proibição ou legislação para as criptomoedas em Angola – pelo menos, não definido pelo governo ou pelo banco central.”

Ele completa:

“O que aconteceu foi que a Televisão Pública recebeu uma denúncia de uma mineradora que fazia bastante barulho e foram lá com a polícia de investigação criminal. Como eles não sabiam do que se tratava, criou a ambiguidade de que estavam a realizar uma atividade ilegal.”

Alexandre afirma que já se reuniu com o Banco Central do país e nunca foi cogitada a hipótese de proibição dos criptoativos.

“Pessoalmente, me reuni várias vezes com o banco central devido a um projeto que pretendíamos lançar em Angola e eles foram claros sobre a inexistência de qualquer legislação contrária aos criptoativos. O governo é totalmente neutro em relação ao tema.”

Ainda neste sentido, ele afirmou:

“O próprio banco central ficou perplexo com a desinformação da TV, e o banco justificou que a única coisa que eles proíbem é a emissão de uma moeda fiduciária – visto que só os bancos centrais têm autoridade para a sua emissão.”

Desta forma, conforme esclarecido por Alexandre, os criptoativos não foram banidos em Angola.

Leia também: Coreia do Norte realizará sua segunda conferência sobre criptoativos no início de 2020

Forex Crypto News: Cripto Facil