Empregos no setor de criptomoedas e blockchain aumentam 26% desde 2018

Aqueles que procuram emprego no setor de criptomoedas e blockchain têm motivos para ficarem otimistas, diz o site de vagas de emprego Indeed.

O número de anúncios de emprego relacionados a Bitcoin, blockchain e outras criptomoedas no popular site de listagem de empregos Indeed aumentou 26% de 2018 a 2019, após uma tendência de quatro anos de crescimento do setor de 1.457%, de acordo com o relatório “Seen by Indeed” publicado nesta quinta-feira, 07 de novembro.

Por outro lado, a procura por empregos em setores específicos caiu 53% no mesmo período, seguindo uma tendência descendente mais longa, constatou a empresa. O entusiasmo entre os caçadores de empregos atingiu o pico durante o auge de preço do mercado de criptomoedas no final de 2017, quando o Bitcoin viu seu preço chegar a quase US$20 mil.

Mais detalhadamente, os cinco principais trabalhos do setor publicados neste ano pelos empregadores giram em torno do trabalho com computadores, com engenharia de software, arquiteto de software, desenvolvedor full-stack e desenvolvedor front-end sendo as posições mais comuns.

Os cinco principais empregadores que listam trabalhos relacionados à blockchain são Deloitte, IBM, Accenture, Cisco e Collins Aerospace. A gigante de auditoria e “Big Four” Ernst & Young junta-se à Deloitte entre os 10 principais.

Empresas da indústria de criptomoedas e blockchain também compõem a lista, como Coinbase (7º lugar), Overstock.com (8º) – que tem como subsidiárias a aceleradora de blockchain Medici Ventures e a plataforma de tokens de segurança tZERO – Ripple (9º), Circle (11º), Kraken (12º) e ConsenSys (13º). Os bancos JPMorgan Chase, que está desenvolvendo sua própria stablecoin, e o Signature Bank, compatível com empresas de criptoativos, ficam com as posições 14 e 15 dalista.

Curiosamente, a gigante das telecomunicações Verizon ocupa o 10º lugar, de acordo com a Indeed, a única empresa mobile a compor o ranking. Enquanto a empresa fez investimentos em blockchain e solicitou uma patente relacionada à tecnologia, ela também não fez nenhum mais nenhum anúncio importante para o ecossistema.

De fato, a Indeed espera que o número de empregos oferecidos no setor de criptomoedas e blockchain continue aumentando até 2020, “mesmo diante da extrema volatilidade de preços e da incerteza regulatória das criptomoedas”.

Leia também: Pesquisa aponta que 40% dos empregos do setor de criptoativos estão nas exchanges

Forex Crypto News: Cripto Facil