Dona do maior edifício do mundo emite token na blockchain do JP Morgan

O Grupo Emaar, gigante do desenvolvimento imobiliário de Dubai, anunciou que lançará seu token nativo, intitulado EMR, ainda este ano. A informação foi divulgada pelo site The Block nesta quinta-feira, 17 de outubro.

A Emaar é o grupo imobiliário que detém o controle do famoso edifício Burj Khalifa, uma das marcas de Dubai e palco de gravações de vários filmes. Com 828 metros, o Burj é o edifício mais alto do mundo.

Os tokens EMR são criados na rede de blockchain do banco JP Morgan, a Quorum. Os tokens EMR terão a classificação de tokens de utilidade e serão usados pela Emaar para recompensar seus clientes como parte de um programa de referência e fidelidade. Segundo a empresa, a ideia é que o token possa ser utilizado em todos os empreendimentos imobiliários criados ou controlados por ela.

“Os tokens EMR não apenas podem ser resgatados nos imóveis, hotéis, operações de comércio eletrônico e shoppings da Emaar, mas também podem ser negociados com outros usuários”, disse o grupo, que também desenvolveu o Dubai Mall, maior centro comercial do mundo.

A Emaar também lançará um aplicativo mobile para usuários de sistemas Android e iOS que os ajudará a ganhar ou resgatar seus tokens. A previsão é de que o lançamento do token ocorra “antes do final do ano”, mas a empresa não divulgou uma data oficial.

A Emaar anunciou inicialmente que os planos de lançar o token estavam marcados para março. Na época, a empresa também anunciou seus planos de lançar uma oferta inicial de moedas (ICO, na sigla em inglês) na Europa.

Leia também: Deutsche Bank junta-se à rede blockchain liderada pelo JP Morgan

Forex Crypto News: Cripto Facil