Delegado da Polícia Civil afirma que Unick Forex é pirâmide financeira

O delegado da Polícia Civil William Garcez declarou que a Unick Forex é uma pirâmide financeira e que o inquérito que vinha conduzido sobre as atividades da companhia foi encaminhado para a Polícia Federal, segundo informações do jornal NH. A Unick já é alvo de uma investigação da Polícia Federal sobre supostas remessas financeiras para o exterior que seriam usadas para comprar itens de luxo.

Segundo o delegado, há ainda indícios de lavagem de dinheiro e crimes contra o sistema financeiro. Para Garcez, os investigados que comandam a Unick Forex lideram a fraude.

“É pirâmide. Iam colocando mais gente para dar mais lucro. Depois se evidenciaram mais delitos que envolvem lavagem de dinheiro e crime contra o sistema financeiro.”

O delegado foi o responsável pelo fechamento do escritório da Unick Forex que, entretanto, continuou com suas atividades. Segundo ele, o fechamento da empresa buscou evitar que novas pessoas fossem enganadas, mas, mesmo assim, novos usuários foram aderindo à pirâmide.

Atualmente, a Unick Forex responde um processo sancionador na Comissão de Valores Mobiliários do Brasil (CVM) e, caso as investigações da Polícia Federal identifiquem remessas ilícitas para o exterior, tanto a empresa quanto seus sócios possivelmente devem ser investigados pelo Ministério Público Federal, pois o caso é semelhante ao da Minerworld, outra suposta pirâmide financeira que afirmava realizar operações com Bitcoin.

Enquanto isso, usuários da Unick reclamam que não conseguem sacar os valores investidos na empresa e o site Reclame Aqui já registra mais de 11 mil reclamações contra ela.

Leia também: Unick Forex é recordista de reclamações no Reclame Aqui

Forex Crypto News: Cripto Facil