CPqD recebe R$5,7 milhões para desenvolver projeto unindo blockchain e IoT

Em abril de 2019, o CriptoFácil noticiou que o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD) iniciou o desenvolvimento de um projeto chamado BlockIoT, que visa utilizar tecnologia blockchain em projetos que unem Identidade Digital e Internet das Coisas (IoT). De acordo com uma publicação do Diário Oficial da União, o projeto acaba de receber mais de R$5,7 milhões.

A primeira fase do BlockIoT foi iniciada em dezembro de 2018 e possuía previsão de 12 meses. Para dar prosseguimento à segunda fase, o CPqD contou com a concessão de R$5,773 milhões por parte da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP).

O prazo máximo para a execução da segunda fase do BlockIoT, de acordo com o extrato de convênio, é de 24 meses contados a partir da assinatura do convênio. O projeto da primeira fase do projeto teve como meta o desenvolvimento de componentes tecnológicos e um conjunto de aplicações voltadas para a identidade digital (ID) de pessoas e coisas.

Já a segunda fase, tem como objetivo desenvolver componentes tecnológicos diversos daqueles desenvolvidos na primeira, além de aplicações de ID descentralizada, rastreabilidade e processos seguros de autenticação.

José Reynaldo Formigoni, gestor de soluções com blockchain do CPqD, afirmou em abril:

“A Internet foi criada sem a camada de identificação, o que gera vulnerabilidades nos diferentes sistemas de identidade e acesso usados atualmente. Blockchain viabiliza a criação dessa camada, por meio de um conceito totalmente disruptivo e seguro que é a identidade digital descentralizada, ou auto soberana.”

O FINEP, responsável pela concessão, está gerindo os recursos prestados pelo Fundo para o Desenvolvimento Tecnológico das Telecomunicações (FUNTTEL), do Ministério da Ciência, Tecnologia, Informações e Comunicações.

Leia também: CPqD passa a integrar rede blockchain focada em identidade digital

Forex Crypto News: Cripto Facil