Cooperativa de alimentos dos EUA rastreará frutos do mar com blockchain da Mastercard

Uma plataforma de proveniência alimentar que utiliza a tecnologia blockchain da Mastercard será enviada para o mundo real por uma das maiores cooperativas de alimentos dos Estados Unidos, conforme reportado pela Coindesk.

Anunciada recentemente, a Envisible – uma empresa que oferece visibilidade às cadeias de suprimentos de alimentos – disse que está trabalhando com a Mastercard para oferecer um sistema de rastreamento construído com a Solução de Proveniência baseada em blockchain da gigante de pagamentos.

Chamado Wholechain, o sistema conquistou um notável cliente inicial para um piloto, a Topco Associates, a maior organização de compras em grupo dos EUA. Com o objetivo de trazer mais transparência aos seus produtos, a Topco integrará o Wholechain nas redes de supermercados membros, começando com Food City, para rastrear e fornecer dados sobre produtos como salmão, bacalhau e camarão.

A tecnologia dará aos membros e clientes uma visão sobre o fornecimento ético e a conformidade ambiental dos frutos do mar oferecidos nas lojas, disse a Envisible. Isso permitirá ainda que as mercearias concentrem-se em questões da cadeia alimentar durante “eventos infelizes” como recalls de produtos, disse Dan Glei, vice-presidente executivo de merchandising e marketing da Food City.

A Topco tem cerca de 50 proprietários-membros – incluindo supermercados, distribuidores atacadistas e farmácias – que coletivamente faturam quase US$170 bilhões em vendas, segundo seu site.

Deborah Barta, vice-presidente sênior de inovação e engajamento de startups da Mastercard, disse:

“A identidade das coisas está se tornando ainda mais importante à medida que os consumidores aumentam a demanda por transparência. Nossa solução de proveniência aproveita os recursos de rede estabelecidos da Mastercard, a tecnologia em escala global e os serviços, como pagamentos e programas de falsificação. Isso nos permite oferecer confiança, inclusão financeira e eficiência de back-end ao mercado.”

A Solução de Proveniência da Mastercard não se destina apenas à indústria de alimentos. Em agosto, a empresa disse que demonstraria a solução de rastreamento durante uma vitrine de mulheres estilistas. Além de oferecer aos clientes informações sobre o caminho percorrido pelos produtos no caminho para a prateleira da loja, a Mastercard elogiou a tecnologia como uma arma na luta contra o comércio desenfreado de falsificações na indústria da moda.

Leia também: Mastercard pretende criar plataforma de pagamentos transfronteiriços com blockchain

Forex Crypto News: Cripto Facil