Confira os cinco criptoativos que mais se valorizaram na semana

Confira os cinco criptoativos que mais se valorizaram na semana

Chegamos ao fim de mais uma semana em julho. Além do tradicional descanso do trabalho, é hora de conferir o desempenho do mercado de criptoativos.

A última semana foi marcada por perdas quase generalizadas no Top 20. Apesar disso, alguns criptoativos continuaram a dar alegria aos investidores. Hoje vamos conhecer quais foram eles.

Lembrando: a lista leva em conta os preços e percentuais registrados no momento da produção do texto. Além disso, são considerados apenas os criptoativos que estão no Top 20 da lista do CoinMarketCap.

Crypto.com Coin (CRO)

Abrindo a nossa lista está a CRO. O criptoativo encerrou a semana com uma leve alta de 1,18%. Ainda assim, a valorização foi suficiente para aproximá-lo do Top 10. Atualmente, seu valor é de US$ 0,14 (R$ 0,74).

Crypto.com Coin

UNUS SED LEO (LEO)

O LEO é o token emitido pela exchange Bitfinex. O token teve uma valorização de 3,41% durante a semana. O preço de fechamento foi de US$ 1,18 (R$ 6,25). Vale destacar a correlação quase perfeita entre o preço do LEO em dólares e em Bitcoin.

LEO

Tezos (XTZ)

O XTZ ficou com a medalha de bronze do nosso ranking. Após ter sofrido fortes quedas, o criptoativo voltou a se valorizar e fechou a semana com alta de 3,97%. Com isso, ele retomou o patamar de preço dos US$ 3,00, fechando a semana em US$ 3,04 (R$ 15,00).

Tezos

Chainlink (LINK)

A LINK voltou a figurar no ranking de maiores altas semanais. O criptoativo não perdeu seu ímpeto e registrou uma alta de 10,89%. Seu preço fechou em US$ 7,98 (R$ 40,00), mantendo a LINK no Top 10 em valor de mercado.

Chainlink

Stellar (XLM)

E a maior valorização semanal ficou com o XLM. O criptoativo teve uma alta de expressivos 12,38% e fechou a semana cotado a US$ 0,10 (R$ 0,50).

Stellar

Leia também: Bitcoin roubado no ataque ao Twitter já está sendo lavado, revela relatório

Leia também: Dogecoin valoriza 19% após Elon Musk publicar meme sobre a criptomoeda

Leia também: Bitcoin e criptomoedas devem seguir em alta no segundo semestre, afirmam especialistas

Forex Crypto News: Cripto Facil