Com líderes em prisão preventiva, Unick Forex diz que pretende voltar às atividades

A Unick Forex, empresa que oferecia rendimentos garantidos de até 400% por meio de aplicações em Bitcoin no mercado Forex, afirmou em um vídeo publicado recentemente que aguarda o esclarecimento dos fatos judiciais sobre a empresa e que espera poder retomar suas atividades o mais rápido possível. A empresa, como mostrou o CriptoFácil, foi alvo da operação Lamanai da Polícia Federal que prendeu nove de seus líderes, além de mais de R$200 milhões em dinheiro e bens da empresa.

Acusada de diversos crimes como lavagem de dinheiro, evasão de divisas, pirâmide financeira, entre outros, a Unick disse “acreditar na Justiça” e declarou que a operação foi realizada justamente quando a empresa anunciava formas de resolver o problema com os saques do clientes. A empresa ainda alega que o sistema adotado por ela, de marketing de rede (ou marketing multinível) é inovador e por isso acaba levantando suspeitas.

“Fomos surpreendidos por uma operação da Justiça brasileira que, entre outras coisas, bloqueou os recursos da empresa e nosso banco de dados. Com isso fomos obrigados a suspender nossas atividades. Isso aconteceu quando anunciamos novos produtos da marca Unick. E quando acabávamos de abrir canais de negociações para ressarcimento de pedidos de cancelamento sob a responsabilidade do escritório Nelson Willians e Advogados Associados. Mas neste momento é preciso serenidade, acreditamos na Justiça. Temos certeza que tudo será resolvido e os fatos esclarecidos (…) Esperamos que possamos retomar nossas atividades e resolver todas as pendências dos cancelamentos de compra. O mais rápido possível. Se não acreditássemos nisso, não estaríamos aqui, falando com você. A todos obrigado pela atenção e compreensão”, disse a empresa.

Ainda durante o vídeo, a Unick declara que as informações compartilhadas pela imprensa são falsas mas que, devido às ações da Polícia Federal, terá que suspender as operações da empresa até que os fatos sejam esclarecidos.

“Infelizmente, muitas histórias sem nenhum fundamento estão aparecendo na mídia. O marketing de rede ainda é um modelo comercial desconhecido por grande parte da população mundial. Ele está apenas engatinhando. E por ser um projeto internacional e inovador os desafios são muitos. Mas estamos aqui para que à medida do possível, possamos tranquilizar vocês, mesmo sabendo que este é um período de muitas dúvidas e questionamentos”, finaliza.

Embora não haja condenação sobre a Unick Forex, a empresa já havia sido proibida de atuar no Brasil pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) por conta de suas operações no mercado Forex, que é proibido no país. Contudo, embora notificada pela CVM, a empresa não cessou suas atividades.

Leia também: Presidente da Unick Forex é preso e 1.500 Bitcoins são apreendidos

Forex Crypto News: Cripto Facil