BTCQ terá paridade com Bitcoin na Stratum, afirma Rocelo Lopes

BTCQ terá paridade com Bitcoin na Stratum, afirma Rocelo Lopes

Em uma transmissão ao vivo realizada na terça-feira, 28 de julho, Rocelo Lopes falou sobre a listagem de BTCQ na Stratum.

O CEO do grupo falou sobre a paridade do token, que equivale ao saldo migrado de Bitcoin dos clientes lesados pela Atlas Quantum.

Além da listagem, Lopes deu detalhes sobre como pretende impulsionar o token. Segundo ele, a intenção é divulgar as plataformas da Stratum e ajudar o mercado.

Pagando taxas com BTCQ

Lopes começa falando sobre a exchange do grupo, a StratumX. Ele explica que, para a exchange, BTCQ e BTC terão paridade 1:1.

É elucidado ainda que, atualmente, as taxas de depósito são R$ 1,00, acrescidos de 1% do valor depositado. Enquanto isso, a taxa de saque é de R$ 5,00, somados a 1% do valor retirado.

O CEO do grupo Stratum então revela que o percentual poderá ser pago em BTCQ. O montante de taxas será acumulado, e o usuário poderá pagar o total no fim do mês.

Além disso, Lopes explica que a taxa de compra no livro de ordem também poderá ser paga em BTC.

A dinâmica funcionará da seguinte forma: no livro de ofertas, serão vendidos BTCQ com deságio por aqueles que querem liquidar seus tokens o mais rápido possível.

Tendo em vista que 1 BTCQ sempre valerá 1 BTC para a Stratum, uma taxa de saque total de 0,5 BTC equivale a 0,5 BTCQ.

Supondo que 0,5 BTCQ seja comprado com um deságio de 70%. Nesse caso, haverá um grande desconto no pagamento das taxas.

Ademais, é válido ressaltar que o BTCQ será negociado na StratumX com pares em RAS, USDT e BTC.

Outras plataformas da Stratum

Lopes falou ainda sobre a Stratum Advanced Wallet (SAW) e a plataforma de empréstimo de BTC. Mensalmente, aqueles que emprestam BTC à Stratum recebem 0,25%.

Em um esquema que ainda será melhor detalhado posteriormente, Rocelo afirma que o uso de BTCQ permitirá uma rentabilidade maior sobre usuários indicados.

O mesmo se aplica à SAW, onde ganhos maiores poderão ser aferidos por meio do BTCQ.

O CEO da Stratum explica que toda a iniciativa tem como intuito popularizar as plataformas do grupo e ajudar o mercado.

Ou seja, os clientes lesados pela Atlas Quantum são potenciais usuários futuros da Stratum, mesmo após a liquidação dos BTCQ.

Avançando contra a Atlas

Rocelo Lopes ressalta ainda que não tem qualquer vínculo com Rodrigo Marques, CEO da Atlas.

Na verdade, Lopes deixa claro que continuará avançando juridicamente contra Marques.

Com a transferência de BTCQ, o CEO da Stratum afirma ainda ter a intenção que Rodrigo Marques corra atrás para recomprar os tokens.

Tal recompra seria influenciada por um possível agravamento na situação jurídica da Atlas e de Marques.

Por fim, Lopes destaca que a inclusão de BTCQ nas plataformas da Stratum, a princípio, ocorrerá entre setembro e outubro.

Leia também: Bitcoin pode atingir R$ 150.000 em breve, afirma famoso trader de Wall Street

Leia também: Bitcoin rompe alta de 2020 e especialistas fazem previsões

Leia também: Exchange brasileira vai listar token lastreado em paridade com o ouro 

Forex Crypto News: Cripto Facil