BRF afirma estar explorando a tecnologia blockchain

A BRF é uma empresa alimentícia que, dentro de seu aglomerando, conta com empresas como Sadia e Perdigão. Recentemente, ela foi vencedora do prêmio “As 100+ Inovadoras no Uso de TI” na categoria Indústria de alimentos, bebidas e fumos, promovido pela IT Mídia em parceria com a empresa de auditoria PwC.

Antonio Carlos Cesco, diretor Global TI da BRF, explicou ao portal IT Forum 365 que a BRF tem investido bastante em soluções tecnológicas da Indústria 4.0. Segundo ele, o objetivo é “aumentar a eficiência das fábricas, com uma visão real-time de todo processo produtivo”.

O projeto tecnológico da empresa é ambicioso e conta com metas como aumento da eficiência operacional e rastreabilidade a partir da captura automática de dados (envolvendo big data e analytics), distribuição de sensores integrados a outros dispositivos (IoT) e soluções de segurança.

Tais objetivos foram traçados para que as inovações representem 10% da receita de empresa até 2023, segundo Cesco. A BRF planeja também potencializar laboratórios e equipes, comunicando-se dinamicamente com startups – para que sejam desenvolvidas soluções para problemas de negócio.

Cesco falou ainda sobre as tecnologias que já estão sendo exploradas, sendo elas Inteligência Artificial, IoT, Advanced Analytics e a tão conhecida pelos entusiastas de criptomoedas, a blockchain.

Apesar de afirmar que essas tecnologias são capazes de “viabilizar a jornada digital da companhia”, o diretor de Global IT da BRF não falou onde e como a tecnologia blockchain será empregada na companhia.

Leia também: Nestlé expande participação em programa de blockchain da IBM focado na integridade de alimentos

Forex Crypto News: Cripto Facil