Bolsa de valores da Suíça lança protótipo de exchange de criptoativos

A bolsa de valores da Suíça (SIX, na sigla em inglês) lançou uma versão piloto de sua corretora e central de valores mobiliários (CSD) para ativos digitais, informou a Coindesk nesta segunda-feira, 23 de setembro.

Espera-se que o protótipo da plataforma, lançada pela subsidiária de ativos digitais SIX Digital Exchange (SDX), tenha mais funcionalidades adicionadas à medida em que se aproxima do lançamento completo, previsto para o quarto trimestre de 2020. A plataforma atual tem como objetivo “mostrar o futuro dos mercados financeiros” e também obter feedback dos usuários que testarem as funcionalidades.

A SDX afirmou ainda que pretende mostrar que uma CSD baseada em tecnologia de contabilidade distribuída (DLT) pode “ser integrada a um modelo de bolsa de valores centralizada para garantir condições de mercado justas para todos”.

“O lançamento deste protótipo é um marco importante na criação de uma infra-estrutura digital crível para avançar nossa indústria. Estamos agora um passo mais perto de demonstrar a viabilidade de nossa visão para os mercados financeiros do futuro e, finalmente, para a maneira como as pessoas e as empresas acessam o capital”, afirmou Thomas Zeeb, presidente da SDX e membro do conselho executivo da SIX.

A funcionalidade inicial da plataforma – chamada “casos de teste” – cobrirá a emissão de tokens securitizados, negociações em tempo real e liquidação instantânea.

“Isso incluirá a parte financeira da transação, adotando o conceito de um token de pagamento, bem como o acesso a um portal distribuído, onde seria possível monitorar as transações entre os membros membros específicos da DLT”, afirmou o anúncio de lançamento.

A facilidade de negociação da SDX será semelhante à infraestrutura da SIX, enquanto a emissão de token utilizará o serviço e a funcionalidade de relatório Connexor da SIX. A bolsa já anunciou diversas outras funcionalidades relacionadas à blockchain, como a negociação de tokens criados na blockchain do Ethereum.

Por fim, a SDX visa permitir a liquidação instantânea, sem risco de contraparte ou exigência de garantia de fundo padrão em uma contraparte central.

“Isso implica que, se o lado de compra e venda tiver o caixa e os ativos necessários para realizar uma negociação, a liquidação ocorrerá instantaneamente”, disse a SDX.

A segunda fase do protótipo tem prazo de finalização para os “próximos meses”, após os feedbacks dessa fase inicial. Ela também adicionará a primeira funcionalidade pós-negociação e de custódia digital, de acordo com a SDX. Os usuários do Exchange poderão manter seus ativos na SDX de uma “maneira distribuída”, com acesso através do uso de uma chave privada.

Leia também: Tokens criados em Ethereum serão negociados na bolsa de valores da Suíça

Forex Crypto News: Cripto Facil