Bitcoin roubado no ataque ao Twitter já está sendo lavado, revela relatório

Bitcoin roubado no ataque ao Twitter já está sendo lavado, revela relatório

Em um novo relatório, publicado nesta sexta-feira, 17 de julho, a empresa de análise de blockchain Elliptic descobriu que os Bitcoins roubados no dia 15 de julho, no ataque ao Twitter, já estão sendo lavados.

Assim, segundo a Elliptic, às 3h39 da manhã desta sexta-feira (17), 2,89 Bitcoins (mais de R$ 140 mil) foram enviados para um endereço que, ao que tudo indica, é de uma carteira com foco em privacidade, a Wasabi Wallet.

O valor corresponde a representando 22% dos fundos obtidos pelo hacker.

Como esclarece a Elliptic, essa carteira pode ser usada para ocultar rastros de transações. Isso porque dificulta o rastreamento dos fundos por parte das instituições financeiras ou policiais. Ela funciona como um serviço de mistura de Bitcoin.

Como noticiou o CriptoFácil, essa carteira já foi inclusive investigada pela Europol por estar sendo usada por criminosos da deep web.

Uso da Wasabi não surpreende

A Elliptic explicou que conseguiu identificar o uso provável dessa carteira porque desenvolveu uma capacidade exclusiva para identificar endereços da Carteira Wasabi com base em padrões de transação distintos.

Além disso, enfatizou que o uso da Wasabi para lavar os BTCs roubados não surpreende. Já que uma das técnicas mais comuns usadas pela polícia para identificar os autores desse tipo de ataque é seguir a trilha do dinheiro até o saque.

Os especialistas ainda observaram que a maioria das exchanges identifica seus clientes por meio de verificações KYC (conheça seu cliente). Logo, essas informações são usadas pelas autoridades para identificar fraudadores. Por isso, com uso da Wasabi, é muito mais difícil rastrear os fundos.

“Esta é uma situação contínua, pois os Bitcoins do hack do Twitter continuam a se mover pela blockchain. A Elliptic continuará atualizando suas ferramentas de monitoramento de blockchain com os endereços associados a esse golpe para ajudar nossos clientes a proteger seus negócios e cumprir as obrigações regulatórias”, finalizou a Elliptic.

Hacker é um idiota

Para o diretor de pesquisa do The Block, Larry Cermak, o hacker é, na verdade, um idiota.

“Ontem eu pensei que o cara que invadiu as contas do Twitter era um gênio e tinha algum motivo oculto do que apenas roubar alguns BTC. Hoje eu tenho certeza que o hacker é realmente um idiota”, tuitou ele.

Cermak justificou que o hacker possui um gerenciamento de carteira desleixado, além de tentativas fracas de mixagem e associações de exchanges.

Leia também: Bitcoin pode receber atenção de investidores da Tesla, afirma empresa de análise

Leia também: Rodrigo Maia: imposto que pode prejudicar criptomoedas no Brasil não passa no Congresso

Leia também: Quadrilha que extorquia Bitcoins é presa em operação em São Paulo

Forex Crypto News: Cripto Facil