Binance busca comerciantes P2P no Brasil

Binance busca comerciantes P2P no Brasil

A Binance, uma das maiores exchanges de criptomoedas em volume de negociação, abriu um chamado para comerciantes de criptomoedas ponto a ponto (P2P) no Brasil. O objetivo da iniciativa é ampliar a presença de brasileiros no Programa Global P2P Merchants da exchange.

De acordo com um comunicado compartilhado com o CriptoFácil, a plataforma oferece benefícios exclusivos aos seus participantes. Além disso, permite a negociação P2P na plataforma com liquidez e segurança, “com a melhor experiência comercial para os usuários”.

Benefícios aos comerciantes P2P

Os comerciantes P2P da plataforma t~em a vantagem de poder negociar ponto a ponto gratuitamente, pois a Binance não cobra nenhuma taxa pelo fornecimento da plataforma de negociação.

Por outro lado, os comerciantes verificados pelo Programa Global P2P Merchants podem realizar depósitos de segurança e publicação de anúncios com taxa zero. Eles ainda poderão se beneficiar de descontos VIP e suporte exclusivo ao cliente.

Segundo a Binance, a plataforma também oferece um serviço que garante que 100% das criptomoedas sejam entregues às carteiras dos usuários.

“Os principais merchants da plataforma P2P da Binance ganham em média entre US$ 3.000 e US$ 5.000 por dia. Atualmente, as margens de lucro dos comerciantes da América Latina estão entre 0,6% a 5%”, destacou a Binance.

Conforme detalhou a exchange, seu programa de P2P já conta com mais de 600 merchants em todo o mundo. Segundo a Binance, a média diária negociada por eles é de US$ 10 milhões, ou seja, mais de R$ 54 milhões.

Volume no mercado brasileiro dobrou

A chamada para comerciantes brasileiros não é por acaso. Isso porque, como informou o CEO da Binance, Changpeng Zhao (CZ), o volume negociado no mercado brasileiro dobrou nas últimas duas semanas.

Lançada em março deste ano na América Latina, a plataforma P2P da Binance “segue conquistando mercado, sendo uma das formas mais acessíveis para a entrada com moedas locais na Binance”, destacou CZ.

Outra motivação para a iniciativa da Binance tem a ver com os dados da Receita Federal do Brasil divulgados em maio. Segundo a RFB, as negociações que ocorreram fora dos livros de ordens de exchanges movimentaram cerca de R$ 8 bilhões no Brasil. Isso entre agosto de 2019 e fevereiro de 2020.

Por conta disso, a Binance considera que o país tem potencial para liderar as operações neste formato na América Latina.

Para se inscrever no Programa Global P2PMerchants, visite: http://bit.ly/BinanceP2P

Leia também: Binance anuncia solução para comprar criptomoedas no e-commerce

Leia também: Baixa volatilidade faz Bitcoin aumentar correlação com S&P 500

Leia também: 5 Passos essenciais para começar bem no trading

Forex Crypto News: Cripto Facil