Atualização do Ethereum tem lançamento completo previsto para início de dezembro

A próxima atualização de todo o sistema Ethereum, chamada Istanbul, está programada para chegar à rede na primeira semana de dezembro, especificamente em 04 de dezembro. A atualização foi lançada em ambiente de testes em outubro, conforme relatou o CriptoFácil.

A decisão foi tomada durante uma chamada entre os desenvolvedores do Ethereum na última sexta-feira, 25 de outubro. Danno Ferrin, engenheiro de blockchain da ConsenSys, uma espécie de estúdio de empreendimentos do Ethereum, propôs ativar Istanbul no bloco de número 9.056.000, o que aconteceria por volta do dia 04 de dezembro.

“Aos 14 segundos, o bloco é 245544,5, o que coloca o bloco 9055928.5 ao meio-dia UTC. Então, eu proporia 9.056.000 como o bloco objetivo de rede principal do Istanbul (por favor, verifique minha matemática)”, escreveu Ferrin em uma sala de bate-papo dos desenvolvedores do Ethereum após a reunião.

Durante a chamada, os desenvolvedores também concordaram que, no caso de problemas inesperados com o software de atualização entre agora e a semana de 04 de dezembro, a ativação da rede principal seria adiada em um mês e transferida para 08 de janeiro.

“O problema da data de parada [de 08 de janeiro] é que, se vamos enviar e alterar o horário, temos que construir um novo cliente e fazer com que todos o instalem”, disse Ferrin durante a ligação. “São necessárias pelo menos quatro semanas para uma nova rodada.”

Durante a última atualização em todo o sistema, realizada no início do ano, os desenvolvedores do Ethereum precisaram atrasar a ativação na rede principal por um mês devido à uma vulnerabilidade crítica de código descoberta apenas 48 horas antes da implementação programada do Constantinople.

Desta vez, os principais desenvolvedores do Ethereum estão garantindo que o cronograma seguirá como o planejado, com datas pré-determinadas no caso de circunstâncias imprevistas.

“Não há nada aqui que diga não podemos lançar na primeira semana de dezembro. Estamos apenas definindo algumas datas fáceis de parar agora e sempre podemos mudar de ideia mais tarde, se necessário”, afirmou Piper Merriam, desenvolvedor da Fundação Ethereum.

O que virá com o Istanbul?

Em dezembro, o Istanbul deverá introduzir seis alterações de código incompatíveis com versões anteriores na segunda maior rede de blockchain do mundo.

O mais polêmico deles, conhecido como Ethereum Improvement Proposal (EIP) 1884, aumentará os custos computacionais da recuperação de dados sobre a blockchain do Ethereum para desenvolvedores de aplicativos. Ao mesmo tempo, o aumento das taxas protegerá melhor a plataforma – cujo valor de mercado está na casa dos US$19 bilhões – contra possíveis ataques de negação de serviço (DDoS) ou spams.

As outras alterações de código introduzem mais ajustes de preço na plataforma Ethereum, bem como novas operações de código que os desenvolvedores de aplicativos podem aproveitar para verificar e autenticar os dados da blockchain mais rapidamente.

No mês passado, o Istanbul foi ativado na rede de testes Ropsten. Devido ao seu lançamento prematuro, no entanto, os mineradores da rede enfrentaram dificuldades para implantar a atualização. Para evitar mais confusões sobre qual versão do software executar para mineradores (os usuários que validam transações e processam novos blocos na rede), os desenvolvedores principais do Ethereum aprovaram na última sexta-feira, 25 de outubro, uma nova alteração de código chamada EIP 2124.

Leia também: Apesar dos desafios de escalabilidade, a comunidade parece confiar no Ethereum 2.0

Forex Crypto News: Cripto Facil