Atualização da rede de testes do Ethereum é lançada com dois dias de antecedência

Duas novidades marcaram o lançamento da nova atualização do Ethereum, mesmo que ainda no ambiente de teste, intitulado Istanbul. A primeira foi a rapidez da conclusão do hard fork. Já a segunda foi a divisão na rede de testes Ropsten, que se transformou em duas cadeias separadas após a ativação da atualização.

De acordo com o gerente da Fundação Ethereum Hudson Jameson, a divisão ocasionou uma confusão entre os mineradores da criptomoeda. “Há mineradores na antiga cadeia [Ropsten] e mineradores na nova”, explicou. Jameson falou sobre a atualização em uma mensagem no seu Twitter.

“Parece que existem duas cadeias diferentes de mineração na rede de teste Ropsten. É para isso que servem as redes de teste! Esteja ciente de que a Ropsten ficará instável até que tudo acabe”, afirmou Jameson.

Hard fork adiantado

Originalmente programado para ser ativado em 02 de outubro na altura do bloco 6.485.846, o Istanbul foi lançado dois dias antes do planejado – em 30 de setembro, aproximadamente às 3:40 da manhã (UTC). A razão para isso, de acordo com Jameson, deu-se aos tempos de confirmação dos blocos, que foram extraordinariamente rápidos.

Normalmente, os mineradores de uma blockchain à base de prova de trabalho, como o Ethereum e a rede de teste Ropsten, são obrigados a atualizar manualmente seu software para garantir a continuação da cadeia original. De acordo com Jameson, a maioria dos mineradores da Ropsten não atualizou para o software mais recente, pois a antecipação do hard fork pegou muitos desenvolvedores desprevenidos. Isso resultou em uma divisão da rede de teste entre os que estão minerando na cadeia atualizada e os que estão minerando na cadeia desatualizada.

Um evento semelhante ocorreu após a ativação da atualização anterior de todo o sistema do Ethereum, o Constantinopla, ocorrida em outubro de 2018. Na ocasião, o problema também resultou em uma divisão temporária da cadeia na rede Ropsten, a qual durou algumas horas.

“A parte complicada da rede de testes de prova de trabalho é a coordenação entre os mineradores”, disse Jameson. “No momento, estamos tentando administrar alguns mineradores para colocar a Ropsten na cadeia correta do Istanbul.”

Jameson acrescentou que os problemas com a rede Ropsten parecem ser o resultado de uma falha na comunicação dos mineradores, e não de falhas no código de atualização do hard fork.

Os efeitos dessa divisão na ativação do Istambul na rede principal do Ethereum ainda serão analisados. Os desenvolvedores principais do Ethereum se reunirão na próxima sexta-feira, 04 de outubro, para discutir a ativação da rede de testes da Istanbul.

Leia também: Ethereum testará Istanbul no início de outubro; Fork deve acontecer em novembro

Forex Crypto News: Cripto Facil