Adoção de criptoativos pelo varejo cresce ao redor do mundo

Apesar do fato de muitos opositores às criptomoedas dizerem que elas são inúteis para pagamentos, o número de varejistas responsáveis pela adoção de criptoativos está crescendo em todo o mundo.

As áreas em que o uso de criptomoedas parece estar crescendo mais rapidamente permanecem nos EUA e na Europa. No entanto, os dados mostram um crescimento notável em outras áreas que podem ganhar com a adoção de criptoativos.

Um serviço que fornece informações sobre a adoção de criptoativos no varejo mostra que o crescimento está ocorrendo em todo o mundo. Um mapa de calor de empresas amigáveis às criptomoedas da ferramenta Cryptwerk mostra o crescente interesse pela tecnologia por continente. Não é de surpreender que a atividade, onde quer que esteja na terra, esteja focada em centros metropolitanos.

Como era de se imaginar, os EUA e a Europa têm a maior densidade de empresas que aceitam pagamentos em criptomoedas. Nova York, Londres, Amsterdã, Los Angeles, Seattle, Austin e Miami são pontos importantes para a adoção de criptoativos no varejo.

Sem surpresa, a Suíça, com sua postura progressiva em relação à tecnologia blockchain, também mostra números altos. Da mesma forma, Porto Rico, às vezes apelidado de “Ilha Blockchain”, é densamente povoado por empresas que aceitam criptoativos por conta do tamanho de seu território.

O crescimento da aceitação das criptomoedas na Ásia é impulsionado em grande parte por cidades como Hong Kong, Cingapura, Bangkok e as principais cidades da Índia. A história é a mesma na Austrália, com Melbourne representando a cidade mais amigável às criptomoedas.

A África também está vendo aumento no número de empresas que aceitam criptoativos. A agência de notícias News BTC havia relatado anteriormente que países como a África do Sul e a Nigéria são hubs para aceitação de criptomoedas. A África como continente sofre particularmente de alguns dos problemas que o Bitcoin supostamente aborda. Isso inclui corrupção, alta inflação e falta de facilidades bancárias. Embora não seja necessariamente surpreendente, é encorajador ver o crescimento da aceitação da tecnologia nos países africanos.

Na América do Sul, os centros metropolitanos da região mais uma vez mostram o maior crescimento, principalmente os do Brasil. Fora isso, também existe adoção em paísescomo Argentina, Peru e Chile.

Uma ferramenta semelhante, a CoinMap, mostra uma visão mais detalhada das empresas amigáveis ​aos criptoativos por área. Surpreendentemente, mostra a Venezuela como uma das áreas mais quentes da América do Sul para adoção de criptomoedas. Existem 155 empresas que aceitam pagamentos em criptoativos apenas na capital. A nação está frequentemente ligada ao uso de criptomoedas por causa de seu histórico de hiperinflação, má situação econômica e sanções econômicas dos EUA contra ela.

Leia também: Aceitação global do Bitcoin aumentou 702% desde 2013

Forex Crypto News: Cripto Facil