A recente queda de preço do Bitcoin foi apenas um arranhão

Atenção: este é um artigo de opinião do redator, não necessariamente expressa o posicionamento do CriptoFácil.

A recente queda de preço do Bitcoin deixou muitos investidores assustados. Não se sabe se a queda foi ocasionada pela falta de hype da Bakkt, ou por um motivo diferente.

O fato é: o preço do Bitcoin ter escorregado e ficado abaixo de US$8 mil brevemente, assustou o mercado. Após iniciar a semana do dia 22 de setembro acima de US$ 10 mil, o período de quatro dias foi amargo para a criptomoeda dominante do mercado.

Contudo, talvez não seja motivo para desespero. Olhando mais de longe, a recente queda de 20% em um período tão curto nada mais é do que um pequeno arranhão.

O primeiro ponto positivo de uma queda é a oportunidade de comprar mais do ativo por um valor menor. Anthony Pompliano é um dos mais proponentes defensores do Bitcoin e, em uma recente entrevista, ele fez a seguinte afirmação:

“Eu vejo a queda no valor e fico animado!”

Observando a situação como um todo, vejamos onde o BTC estava em 01 de janeiro deste ano. As coisas pareciam bem piores do que hoje, uma vez que o criptoativo estava estacionado em US$3.843,52. Ainda que o Bitcoin se mantenha na faixa dos US$8 mil, o que ocorreu foi uma valorização de quase 110% em nove meses.

O Bitcoin é o ativo que mais valorizou na última década. Uma queda de 20% é dura mas, na história de 10 anos do criptoativo, trata-se apenas mais um arranhão.

Ao se deparar com uma queda no preço do Bitcoin, é importante lembrar que preço e valor são coisas distintas.

Leia também: Quanto do meu portfólio devo investir em Bitcoin e criptomoedas?

Forex Crypto News: Cripto Facil